Sunday, July 18, 2010

Visita à "Exposição Itinerante de Arte Rupestre e Arqueoastronomia em Santa Catarina"


Não poderia deixar de visitar esta exposição que
 desperta a curiosidade de adultos e crianças por este tema
interessante e não muito conhecido por muitos de  nós catarinenses.
Vale a pena conferir : IMMA - http://www.immabrasil.com.br



   

"Santa   Catarina   é   o   estado  que  tem o maior 
número e o  maior  Sambaqui  do  mundo, a maior
variedade de oficinas líticas, uma grande variedade
de dólmens e menires que compõem os observató-
rios   arqueoastronômicos  e  marcam  as linhas de 
energias telúricas do planeta e maior concentração
de arte  rupestre  no  litoral  também  no  mundo."

Com o propósito de pesquisar,  preservar  e  divul-
divulgar  o  patrimônio cultural/arqueoastronômico 
e  ambiental ,  o  projeto  da  exposição  itinerante
mostra telas  de  gravuras  rupestres,  painéis com
fotos   de  sambaquis,   de   menires   e   dólmens,
observatórios  arqueoastronômicos,  maquete com 
relógio solar, uma coleção  de artefatos  arqueoló-
gicos e fotos de paisagens cósmicas.

O professor e pesquisador  Adnir Antônio Ramos, 
idealizador e coordenador deste  projeto,   atende 
pessoalmente os visitantes interessados  explican-
do  suas  descobertas  e  teorias  relacionadas  ao
assunto. 

O  projeto  promove  a  diversidade  arqueológica 
de  Santa Catarina  a  fim  de   despertar a  curio-
sidade  científica  nos  estudantes   e   difundir  o 
turismo  sustentável  nos  sítios  arqueológicos.

Palestras,   aulas   vivência   abertas   às  escolas,
oficinas  de  reprodução  de   gravuras   rupestres
também são instrumentos utilizados.

(informações retiradas
do texto de divulgação do projeto)

Vale a pena conferir : IMMA - http://www.immabrasil.com.br/


Sunday, July 11, 2010

Semana Cultural Santo Antônio de Lisboa - Florianópolis 02 à 15 de junho de 2010



Eu e minha família assistimos o espetáculo
"Causos de Frankolino" 
 (com boneco de manipulação direta).
A atriz Andréa Rihl, idealizadora do projeto,
baseou-se nas pesquisas do Professor Franklin Cascaes (Folclorista Catarinense)  para criar este projeto.

Ótimo! Vale a pena conferir! Participam
  de muitos eventos durante o ano. 

"Mesclando teatro de animação, contação de história 
e música, o espetáculo  entrelaça  realidade e ficção
para  levar  ao  público histórias do imaginário  popu-
lar  relacionadas  às  crenças  e  costumes   a herança
cultural açoriana.Com elementos animados,a narrati-
va  permite  o contato com uma variedade de lingua-
gens artísticas, num trabalho teatral que visa dialogar
com a plateia. A apresentação  é  conduzida pelo bo-
neco   manipulado   pela   atriz  e   arte  -  educadora
Andréa Rihl,   funcionária   da    Fundação  Franklin
Cascaes,   e   conta  com  apoio da  atriz e musicista
Carina Scheibe,  do  grupo  de  teatro  Jabuti  de
Florianópolis."
(texto da Fundação Franklin Cascaes)
 


Andréa Rihl e o boneco Frankolino





Carina Scheibe



Minha filha Alice - muitos risos com os "causos".. .adorou a vassoura bruxólica!



Entardecer em Santo Antônio de Lisboa
Edson (marido) e Alice


Friday, July 9, 2010

Participação nas oficinas : "Fluxos Urbanos" e "Oficina de Aquarela" (UFSC - 2010)

Departamento Artístico Cultural (DAC)  - UFSC-   05 e 06 de Julho,  Oficinas de Artes Visuais Contemporâneas :

" Aquarela", ministrada por Christophe Spoto, que propõe retratar espaços urbanos com desenho; "oficina de construção de imagens", observação e fotografias, ministrada por Julia Carmona Duval; "Fluxos Urbanos", ministrada por Lucila Meirelles, em que serão ensinadas as técnicas para composição de vídeo e criação de poesias visuais urbanas pelos alunos e oficina "A Imagem Contemporânea", ministrada por Regina Carmona. Os ministrantes participarão ainda da exposição "Circulando em outras dimensões" , que acontece no Hall da Reitoria da UFSC, de 5 a 23 de julho. (texto informativo UFSC)


Participei das oficinas: "Fluxos Urbanos" e "Oficina de Aquarela"
Ótimos momentos adquirindo novos conhecimentos e ampliando horizontes.
Percebendo novos olhares e poéticas distintas.
O tempo foi curto para aproveitar a bagagem destes profissionais  e para absorver um pouco da
atmosfera rica que envolve aqueles que acreditam
e defendem suas idéias com vontade e ação.
Não foi possível participar das outras oficinas,
pois os horários eram conflitantes.


Oficina “Fluxos Urbanos” , ministrada por Lucila Meirelles
Dia 5 de julho, segunda-feira, das 13h às 18h
Essa oficina propõe a construção de um roteiro e gravação de imagens sobre as paisagens, as intervenções e os fluxos urbanos. Serão criadas poéticas visuais. Pequenas crônicas sobre a cidade. Os participantes vão obter conhecimentos técnicos e práticos sobre enquadramentos, planos, iluminação, locações, direção e arte. Haverá exibição de vídeos comentados. A proposta é criar vídeos, poéticas urbanas de um minuto.


Sobre a ministrante:
Lucila Meirelles é videoartista, mestranda em poéticas visuais, diretora de vídeo e TV, roteirista, curadora de projetos culturais. Como autora de vídeos ganhou prêmios nacionais e participou de mostras internacionais como The Kitchen (Nova York), The Black Aestesis (Washington), Berkley Art Museum (Berkley) etc. Há 15 anos é docente de oficinas de roteiro e de direção de vídeo e TV, em museus, escolas, instituições como Senac, Sesc SP, prefeituras, casas de cultura, centros e fundações culturais.
(texto informativo da UFSC)


--------------------------------------------------------------------------------------


Oficina de Aquarela, ministrada por Christophe Spoto
Dia 6 de julho, terça-feira, das 13h às 18h


Abrir novos horizontes de técnica e poética de pintura para o desenvolvimento da arte contemporânea é o objetivo da "Oficina de Fabricação e Uso de Aquarelas", ministrada por Christophe Spoto dentro do projeto "A Imagem Contemporânea" com a curadoria de Regina Carmona.
Propõe a construção da imagem através da observação, do espaço urbano e da paisagem da cidade, uma livre criação através do desenho, cor e multimeios.
Apresenta teorias fundamentais de técnicas históricas de pintura, com a utilização de goma-laca e pigmentos naturais (como terras amarelas, verdes, vermelhas e marrons) para a fabricação das tintas pelos próprios alunos, como uma das experiências práticas para a compreensão de princípios históricos da arte da pintura.
Utiliza técnicas com características específicas de saturação, relação de contrastes e exuberância natural dos valores cromáticos e de corpo específicos do caráter de cada pigmento e respectivos grupos.
Será uma oficina teórica e prática para a fabricação e uso de aquarelas pelos alunos. Iniciando em uma sala de aula com a teoria e a fabricação de tintas, e continuando os trabalhos ao ar livre em alguma praça ou jardim. Os alunos observarão a paisagem urbana e produzirão obras dentro das propostas artísticas individuais, com o acompanhamento técnico do professor.


Sobre o ministrante:
Christophe Quirino Spoto, estudou na Itália na Accademia di Belle Arti di Carrara de 1986 a 1990, onde se formou em pintura. Em 2008 participou da exposição “Poéticas da Natureza”, no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC-USP). Em seu currículo tem diversas exposições, individuais e coletivas, no Brasil, Itália e Portugal.
Atualmente pesquisa materiais clássicos de pintura e a perspectiva como possibilidades de desenvolvimento da arte contemporânea, através da representação do mundo atual ao seu redor, e ministra oficina no Sesc de Santos (SP) sobre técnicas históricas de pintura e suas possibilidades de uso na arte contemporânea, em Santos - SP, dentro do curso "Construção da Imagem Contemporânea" sob a coordenação de Regina Carmona. "(texto informativo da UFSC)